22 de nov de 2010

Medo de seguir em frente

seguir-em-frente

É incrível, mas quase todas as pessoas que me escrevem, um dos maiores fatores que impedem de tentar uma novida vida é sem dúvida o medo. Semana pasada conversando a Patricia, que de longe já virou uma amiga, estavamos falando justamente sobre o medo de mudar-se para Buenos Aires e o que muda na nossa vida muda, quando estamos nessa fase de mudanças. Hoje, dando uma olhada pela internet, encontrei um texto e acabei adaptando ele. E fala justamente sobre isso: o MEDO.

Esta energia nasce em nossa mente pela exclusiva responsabilidade dos nossos pais e até mesmo de alguns professores nas escolas básicas, antes da criança completar sete anos.
Se não ficar quieto o Bicho Papão vem te buscar...
Olha, é melhor obedecer senão a Bruxa vai aparecer...


Pronto, está instalado o medo. Acabamos de criar insegurança em mais uma essência e este sentimento, esta energia irá permanecer conosco até que o eliminemos. Quem pôs é incapaz de tirar. Esta tarefa, a da eliminação deste sentimento, é exclusivamente de nossa competência.
É o medo que nos leva ao sofrimento, pois nos tira a capacidade de auto-superação. Ficamos dependentes de valores familiares, éticos, morais, religiosos e sociais que são arcaicos e ultrapassados. Queremos, desta forma, SEMPRE o nosso ninho. Não importa se ele, o ninho, não está muito bom e até mesmo desconfortável. Não ousamos buscar novas oportunidades.
Quem é o responsável de tudo isso?
Ele, o MEDO.
Sempre - e nunca encontrei um caso que fosse exceção nas pessoas que ajudo -, o maior vilão é invariavelmente o medo. Ele gera uma enorme insegurança que assim não permite que o indivíduo possa se aventurar em nova vida.
Crie novos valores. Abandone conceitos que de nada servem para si e comece nova vida.


Todos sabem que é “mais seguro” ficar como está. Esqueça o que os outros esperam de você. Siga o que você quer de você. Isso significa ser feliz. Os infelizes vivem para os outros; confundem auto-estima, amor próprio com egoísmo. O egoísta é doente e não sabe. Os outros, que se amam e se respeitam, são felizes e cantam.
Sabe qual o resultado desta estagnação?
Não... Pois vou te revelar: DOENÇA.


Algum órgão do corpo físico, mais cedo ou mais tarde, vai acabar recebendo o resultado desta falta de atitude. A má energia criada vai se instalar em algum lugar. Não se esqueça de avaliar que já não queremos mais ser o que somos. Este conflito exige mudança.
Sim, antes de ficarmos doentes no corpo físico, nós adoecemos no corpo emocional. Deste, o emocional, para o mental é apenas uma questão de tempo. E daí para o corpo físico também é uma questão de horas ou dias. TODAS AS PESSOAS, HOJE FISICAMENTE DOENTES, FICARAM EMOCIONALMENTE ABALADAS ONTEM.
Desta maneira criamos um trinômio interessante. Primeiro o SOFRIMENTO, na seqüência a necessidade de um SACRIFICIO para sair dele e, para materializarmos tudo isso, precisamos que não exista MEDO.


Estas sofrendo? Ótimo, isso é um sinal para que você inicie nova vida e não para que amanhã adoeça.
Se você ficar com Me + dó = Medo (tenham pena de mim...), se permitir que esta energia te domine, estará esquecendo de olhar para o seu eixo e de tomar assim as medidas que a vida exige que sejam executadas para expandir o processo evolutivo.
TOME ATITUDES. Todas exigem pagar um preço. Não existe construção sem destruição. Para se construir uma casa é preciso destruir o terreno. Fazer buracos para que o alicerce seja edificado.
Crie um grande buraco dentro de sua mente e o deixe pleno de AMOR. Depois FAÇA, ATUE, ANDE E PARE DE SE LAMENTAR.
Para acabar com o sofrimento precisamos realizar um sacrifício, para realizarmos o sacrifico precisamos acabar com o medo e a felicidade só existe sem eles.

Para de sofrer porque uma nova vida cheia de esperiência esta por surgir na sua vida. Dê uma chance para você mesmo e aproveite, porque na vida, algumas oportunidades demoram para surgir novamente.

Enjoy

3 comentários:

  1. Oi, Brazuca!
    Parabéns pelas matérias do seu blog (lí a maioria das que vc escreveu esse ano), e vou te dizer uma coisa... vc também tem um Dom especial como o do Jabor. A leitura fluí e é prazerosa. Adorei o post sobre custo de vida. E outro detalhe: foi a primeira vez que vi sobre a Calle Lanín ( que farei questão de conhecer). O post sobre o subte também aaaaammmeiiii. Bom... nós da Família Trololo iremos de ferias para BuAis em Dezembro, para que os filhotes conheçamMas... EU, já conheço, e se pudesse faria como vc MORARIA aí. ( acho que é o 'danado' do MEDO que me trava) hehe.
    AMEI...ADOREI...ME APAIXONEI PELO SEU BLOG e já to seguindo e voltarei sempre!!! Beijo da Cris da Família Trololo.

    ResponderExcluir
  2. Oi Cris, muitisimo obrigado pelo seu recado no meu blog.
    Fiquei feliz com a noticia de que a familia trólóló virá a Buenos Aires. Espero que essa viajem seja inesquecível para todos!
    E vou torcer para que um dia voces vencam esse medo e venham morar de vez aqui! hahaha
    Espero receber mais visitas suas!
    Super bjao e um abraço a todos da familia trólóló

    ResponderExcluir
  3. Poxa adorei, Pura verdade. Venho de encontro ao meu momento de vida e ir pra BAS será uma libertação para mim.
    Valeuzzzz

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ajude a divulgar o blog

create your own banner at mybannermaker.com!
Copie o códido abaixo no seu site para exibir esse banner!